"A inspiração vem dos outros. A motivação vem de dentro de nós."
comentar
escrito por Dreamer, em 23.05.09 às 18:58link do post | favorito

O nosso coração, uma casa. Uma verdadeira casa, com portas e janelas, com diferentes divisões... É um local onde temos todo o gosto em receber pessoas de forma acolhedora. Pessoas que pela nossa vida passam.

Há corações diferentes, uns maiores que outros, tal como as casas. Há quem tenha no seu coração uma espécie de despensa, onde estão arrumadas nas prateleiras as pessoas que, de quando em vez, decidem usar. Há também as que têm uma arrecadação onde guardam as pessoas importantes do passado ou aquelas que passaram pelas suas vidas e deixaram o seu contributo de alguma forma. Caso seja possível, um dia, essa arrecadação poderá ser aberta para recordar ou completar o que ficou vivido a meio.

Depois temos também espaço para quem nos protege e nos ajuda a suportar as dificuldades da vida "lá fora", como se de um telhado se tratasse. Temos, por exemplo, um jardim ou uma sala de estar onde estão aqueles com quem nos divertimos e sentimos bem. As janelas, onde encontramos a luz e novas formas de encarar situações... porque há pessoas que se tornam a luz dos nossos dias.

No entanto, tal como todas as casas, o coração, por vezes, precisa de ser limpo, precisa de arejar. Pena que as janelas teimem em não se deixar abrir e as portas estejam tão bem trancadas que se torna díficil abri-las para deixar sair quem já só prejudica o estado da nossa casa. E lá está, quando não se encontra a chave para abrir essa porta, então teremos de recorrer à arrecadação para deixarmos o que queremos longe da vista, mas que permanecerá sempre em casa, no coração...

 


"And sometimes I get nervous, when I see an open door... Close your eyes, clear your heart..."

 


comentar
escrito por Dreamer, em 01.05.09 às 17:51link do post | favorito

Ontem percebi o verdadeiro significado de vestir traje académico... Com orgulho universitário a correr pelas veias e poder sentir que cada um daqueles estudantes faz questão de não deixar morrer o espírito académico naquela cidade, a cidade dos estudantes.

Apreciem o que por lá se vive e sente. Fica para recordar.

 

 

Sentes que um tempo acabou,
Primavera de flores adormecida.
Qualquer coisa que não volta que voou,
Que foi um rio, um ar na tua vida.
E levas em ti guardado
O choro de uma balada,
Recordações de um passado,
O bater da velha cabra.
Capas negras de saudade,
No momento da partida.
Segredos desta cidade
Levo comigo para a vida.
Sabes que o desenho do adeus
É fogo que nos queima devagar
E, no lento cerrar dos olhos teus,
Fica a esperança de um dia aqui voltar...

 

(Pena não terem tocado esta, apesar de outras igualmente bonitas.)


"Coimbra tem mais encanto na hora da despedida..."

 


comentários recentes
Eu li, e de certa forma nunca tive coragem de resp...
S.M. não sei se algum dia vais ler isto, mas... Es...
Não me parece que tenha sido a faculdade que te te...
Espero mesmo que este blog não termine e que tu co...
olá :)vou estando bem dentro do possível.há dias e...
mais sobre mim
Já perdi...

23 kg

(desde 29-Jan-2007)

"Só não consegue quem desiste..."

mais comentados
24 comentários
11 comentários
10 comentários
8 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
pesquisar no blog
 
Curiosos
Hospedagem de site

Obrigada pela visita :)