"A inspiração vem dos outros. A motivação vem de dentro de nós."
comentar
escrito por Dreamer, em 21.08.09 às 14:21link do post | favorito

Tenho acordado assim, revoltada comigo mesma.

Porque é que é tão difícil emagrecer e tão fácil engordar? Porquê?

Apetece-me gritaaaaaaaaaaar.

E ninguém me percebe. Só eu mesma.

Dizem que estou estranha, talvez. Tenho desmoralizado, cumpro o que tenho a cumprir, não como tanta coisa que gosto e é isto, não passo disto. Não passo disto que sou!

 

Não me sentia assim há muito tempo, são dias, são momentos.

Sei que vai passar, é o que vale...

 

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaarrrrrrrrrrrgggggggggggggggggggggghhhhhhhhhhhhhh!!! 

 


comentar
escrito por Dreamer, em 19.08.09 às 20:00link do post | favorito

"Acho que estou ao teu lado." E estava mesmo. Depois de umas quantas lojas desarrumadas e da tal prenda comprada, inicia-se uma conversa de horas ao longo do rio. Já de regresso, chega a hora da primeira experiência rodoviária e do serviço de guia até caminhos pseudo-desconhecidos. Estupidamente liga-se o alarme e depois segue-se até à terra das rotundas. Jantar vindo do oriente e mais dois dedos de conversa acompanhados de café.

Passaram os dias, vários kms percorridos e surpresas feitas. Meia-noite mais que diferente e especial. Estranheza e medo depois.

Jantar para recordar com todas as pessoas que são importantes. Música não grande coisa, mas bom ambiente e companhia melhor que tudo. Amanhecer único. 

Uma vista bonita. Um sim com chuva como ambiente de fundo.

Concertos. Uma música e um momento especial.

Uma festa branca tingida de negro e uma directa. Um pequeno-almoço caricato e um dia solarengo na praia para repor o sono (de alguns).

Um passeio de queimar, uma garrafa de água e um jardim. Uma despedida. Soube a pouco.

 

Um olhar. Um sorriso. Uma calma. Um tudo. 

Assim é. Assim fazes ser...

 


comentar
escrito por Dreamer, em 10.08.09 às 13:41link do post | favorito

Precisamente há um ano iniciei este blog. O que começou por ser um espaço para escrever sobre o que mais me atormentava na altura, a obesidade, passou a ser também um espaço para desabafar sobre tantas outras coisas que foram surgindo na minha vida. Hoje considero-o como uma caixinha onde guardo sentimentos nas mais diversas situações e que poderei recordar sempre que quiser. Fui juntando o útil - por conseguir expressar o que sinto, ainda que, por vezes, não totalmente - ao agradável - por poder escrever sempre que me apetecer, mesmo que possa não fazer sentido.

Através deste meu cantinho, deste "meu pequeno espaço" conheci algumas pessoas especiais e uma pessoa em especial. Aos que conheci e passam pela mesma situação que eu, ou que, mesmo não passando, deixam palavras de força, muito agradeço. Obrigada por aqui passaram e por se lembrarem de mim. Mas em tudo na vida costuma haver o outro lado da moeda, e até num simples blog o consigo encontrar. Certos comentários me deixaram ficar, momentaneamente, triste por ver a cobardia de quem os deixava, fazendo-se passar por outras pessoas ou não tendo coragem para admitir quem são na verdade. Enfim, "são opções de vida", não é?

Comparando as circunstâncias de há um ano atrás, consigo observar algumas semelhanças... Nessa altura nem sempre cumpria o que tinha de cumprir e resultados, como seria de esperar, nem vê-los. Agora também tem sido assim, resultados nada, ou melhor, cada vez mais lentos...  mas a paciência é uma virtude e a persistência também, não posso esquecer isso.  A diferença é que no ano passado sentia-me sem ninguém, como se ninguém se preocupasse comigo e isso foi mudando muito ao longo deste ano.

Uma evolução de um ano para o outro: até ao ano passado só achava conseguir estar na praia com família e não me sentia bem se lá encontrasse alguém que eu conhecesse. Era como um bicho e queria esconder-me dentro de uma carapaça. Este ano comprovei que isso mudou e sou capaz de estar na praia com amigos. Parecendo que não, foi um passo largo para mim, não é que agora esteja mais "capaz" de aparecer em público na praia, mas na minha cabeça consegui mudar alguma coisinha, por mínima que possa ser.

No entanto, apesar de continuar obesa, de ter de carregar com isso a cada dia, tenho pilares em que me apoio. E os pilares são o suporte da casa, o meu suporte. Espero não desiludir todos os pilares que acreditam em mim, que acreditam que eu sou capaz. Eu também acredito em mim, ou vou tentando fazer por isso cada vez mais.

 

"Ando devagar, mas nunca para trás."

(Abraham Lincoln)


comentários recentes
Eu li, e de certa forma nunca tive coragem de resp...
S.M. não sei se algum dia vais ler isto, mas... Es...
Não me parece que tenha sido a faculdade que te te...
Espero mesmo que este blog não termine e que tu co...
olá :)vou estando bem dentro do possível.há dias e...
mais sobre mim
Já perdi...

23 kg

(desde 29-Jan-2007)

"Só não consegue quem desiste..."

mais comentados
24 comentários
11 comentários
10 comentários
8 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
pesquisar no blog
 
Curiosos
Hospedagem de site

Obrigada pela visita :)